Espiritualidade Salesiana

Espiritualidade Juvenil Salesiana está alicerçada em viver a vida cotidiana no mistério de Deus. Jesus, o Bom Pastor  nos revelou que Deus está no centro da nossa vida. Seu Espírito está agindo e modela em si as pessoas, os gestos, as situações. A trama de cada dia é o momento privilegiado, lugar do encontro com Deus na livre adesão à sua vontade. Torna-se homem e mulher “espiritual” aquele e aquela que sabem decidir-se a fim de fazer dessa presença, misteriosa e envolvente, o sentido global da própria vida, o ponto de referência de toda escolha, o fundamento da esperança.

O segredo do êxito de Dom Bosco e de Madre Mazzarello como educadores é a sua intensa caridade pastoral, ou seja, aquela energia interior que une inseparavelmente o amor de Deus e o amor ao próximo, de modo a conseguir estabelecer uma síntese entre atividade evangelizadora e atividade educativa. A Espiritualidade Salesiana, expressão concreta desta caridade pastoral, constitui, portanto, o elemento fundamental da ação pastoral salesiana, é sua fonte de vitalidade evangélica, seu princípio de inspiração e de identidade, seu critério de orientação.

A Espiritualidade Salesiana está fundamentada no Sistema Preventivo de Dom Bosco:

Razão

A Pedagogia Salesiana compreende essa dimensão como um referencial de constante construção, a partir de relações lógicas e valores (critérios) como: libertação, criticidade, diálogo, protagonismo, espírito de equipe, conhecimento, eficiência, integridade e valorização humana. Essa razão vai se habilitando na capacidade de bem julgar, buscar consensos e crescer diante de uma pluralidade de ideias.

Religião 

A dimensão da Filosofia Salesiana, parte importante da “pedagogia da presença”, visa propiciar ao educando condições para que ele desenvolva sua consciência crítica no que diz respeito à liberdade e à ética em todas as suas dimensões, na elaboração de sínteses e na definição de um projeto de vida, visando os valores transcendentais. É alimentada por valores como fé, comunhão, partilha e respeito.

Amor 

Presença da dimensão afetiva na pedagogia libertadora; o espírito de família que gera laços de cuidados mútuos, a partir de valores como amor, empatia, comprometimento, presença e alegria. Representa a “divinização da ação humana”, potencializada em seus mais nobres sentimentos.

NÚCLEOS FUNDAMENTAIS DA ESPIRITUALIDADE SALESIANA

  • Espiritualidade do Cotidiano: O cotidiano inspirado em Jesus de Nazaré é o lugar em que reconhecemos a presença atuante de Deus e vivemos a realização pessoal. A espiritualidade Salesiana fundada sobre a ENCARNAÇÃO; é uma espiritualidade que ama a vida não a teme nem convida a fugir dela. No dia e nos acontecimentos Deus se torna presente e próximo de cada um de nós. O cotidiano é o lugar privilegiado do encontro com Deus.
  • Espiritualidade da Alegria e do Otimismo: O cotidiano deve ser vivido na alegria e no otimismo, sem todavia, renunciar ao empenho e à responsabilidade. Dom Bosco apresentou aos jovens marginalizados a possibilidade de experimentar a vida como festa e a fé como felicidade. A festa é ocasião para construir novas amizades e desenvolver tudo o que há de positivo nos jovens. A nossa festa é uma experiência profunda de solidariedade com todas as pessoas e, ao mesmo tempo, um chamado a expandir a vida, para que todos possam recuperar a alegria de festejar e de viver. Em nossos ambientes vivenciamos o ‘clima de família’; ali nos sentimos bem, acolhidos e valorizados. Vivencia-se, então, fortes experiências de amizade, diálogo, aproximação, abertura, co-responsabilidade. 
  • Espiritualidade da Amizade com o Senhor Jesus: O cotidiano é recriado pelo Cristo da Páscoa que nos traz esperança e nos dá sentido pleno de vida. A amizade e a simpatia por Jesus Cristo vão exigindo de nós um maior conhecimento e adesão à sua Pessoa e ao seu Projeto. Procuramos, então, dar uma resposta concreta ao seu amor por nós, através de nosso empenho e generosidade. Ao chegarmos a esta relação com o Cristo Senhor, abrimo-nos à vivência radical do Evangelho.
  • Espiritualidade de Comunhão Eclesial: O cotidiano se experimenta na Igreja-comunidade local, ambiente natural para o crescimento na fé através dos sacramentos, principalmente o da Eucaristia e o da reconciliação. A comunhão com a Igreja em todos os níveis – paroquial, diocesana, mundial – é característica da nossa espiritualidade. A Espiritualidade Salesiana incentiva à oração, à escuta da Palavra, à celebração como modos de manter acesa a chama do amor a Deus e do amor à vida que Ele nos deu.
  • Espiritualidade Mariana: Na Igreja, encontramos Maria. Ela é aquela que dá exemplo de escuta, fidelidade, pureza, doação e serviço. Maria, a Auxiliadora, nos indica o caminho a percorrer, infunde esperança, ajuda, encoraja e consola.
  • Espiritualidade do Serviço Responsável: O cotidiano é entregue a nós para ser construído através de um serviço generoso. No dia a dia vamos descobrindo o lugar onde somos chamados a dar furtos, onde podemos assumir a vida com mais radicalidade e compromisso por meio de uma vocação específica, significativa na Igreja e na Sociedade. Dom Bosco queria que seus jovens se tornassem “honestos cidadãos e bons cristãos”. Ser honesto cidadão hoje implica em promover a dignidade da pessoa e os seus direitos, viver com generosidade na família, favorecer a solidariedade, especialmente para com os mais pobres, desenvolver o próprio trabalho com honestidade e competência profissional, promover a justiça e a paz, respeitar a criação, favorecer a cultura, inserir-se nos diversos ambientes e estruturas em vista do bem comum.